12 de outubro de 2011

A PONTA PEQUENA ATACA A LEI DE DEUS – O SÁBADO - II

Continuamos a falar deste tão importante assunto, importa saber o que diz a Sagrada Escritura. Iremos sempre guardar o Sábado ou ele foi instituído apenas para os tempos do Velho Testamento?

Vejamos esta passagem bíblica:
22 Pois, como os novos céus e a nova terra, que hei de fazer, durarão diante de mim, diz o Senhor, assim durará a vossa posteridade e o vosso nome.
23 E acontecerá que desde uma lua nova até a outra, e desde um sábado até o outro, virá toda a carne a adorar perante mim, diz o Senhor. (Isaías 66:22,23)
Quando Deus criar a nova Terra e o novo céu (cf. Apocalipse 21:1) continuaremos a guardar o Sábado todas as semanas adorando a Deus.
Então, na criação os Homens guardaram o Sábado, Jesus guardou o Sábado quando era homem, os discípulos guardaram-no mesmo depois da morte de Jesus, e nós iremos guardar o Sábado na eternidade. Quando é que os cristãos começaram a guardar o Domingo em vez do Sábado? A Bíblia diz que o Sábado foi alterado?
A Bíblia não tem nenhum registo da parte de Deus. A guarda do Domingo pelos cristãos começou muito tempo depois da morte dos discípulos.
Aconteceu de forma muito gradual começou quando os Romanos rejeitaram os judeus porque eles se rebelaram e causaram instabilidade no império. Como os cristãos e os judeus adoravam ao Sábado, os romanos pensaram que os cristãos também faziam parte desta rebelião. Dado que o Domingo era considerado um dia sagrado para os romanos pagãos, os cristãos decidiram que poderiam diferenciar-se dos judeus ao começar a guardar o Domingo. Foi apenas a partir do terceiro e quarto séculos que começámos a ler na História acerca da guarda do Domingo e isso acontece em cidades onde os cristãos estavam em transgressão juntamente com os pagãos. Mas, durante a mesma época, houve também cristãos que continuaram a guardar o Sábado. Finalmente esta transgressão levou ao desenvolvimento da Igreja Romana e à imposição feita aos cristãos para guardarem o Domingo em vez do Sábado.
No entanto, a Bíblia fala de uma mudança na lei de Deus. Está em Daniel 7:25: “Proferirá palavras contra o Altíssimo, e consumirá os santos do Altíssimo; cuidará em mudar os tempos e a lei; os santos lhe serão entregues na mão por um tempo, e tempos, e metade de um tempo.”
Agora começamos a ver o que significa a ponta pequena procurar “mudar os tempos e a lei.” Ele levou as pessoas a pensar que os tempos e a lei de Deus tinham sido alterados.
O papado, a ponta pequena, admite que alterou o Sábado para o Domingo?
Leia esta citação de fonte católica:
A declaração oficial da Igreja Católica acerca do Sábado
“Pergunta: Que dia é o sétimo dia?
Resposta: o Sábado é o sétimo dia.
Pergunta: Porque é que observamos o Domingo em vez do Sábado?
Resposta: Nós observamos o Domingo em vez do Sábado porque a Igreja Católica transferiu a solenidade do Sábado para o Domingo.” Peter Geiremann, The Convert´s Catechism of Catholic Doctrine (Catecismo da Doutrina Católica para Conversos), (Rockford, Il; Tan Books and Publishers, 1077), pag. 50.
Não há dúvida que esta mudança é um facto conhecido e aceite pela Igreja Católica.
Que meios tem usado Satanás para levar as pessoas a pensar que é aceitável a mudança do dia de adoração que Deus nos ordena? São quatro:
1- “O Sábado é para os judeus.” O que é que a Bíblia diz acerca disto?
Génesis 2:
“1 Assim foram acabados os céus e a terra, com todo o seu exército.
2 Ora, havendo Deus completado no dia sétimo a obra que tinha feito, descansou nesse dia de toda a obra que fizera.
3 Abençoou Deus o sétimo dia, e o santificou; porque nele descansou de toda a sua obra que criara e fizera.”
O Sábado foi dado à Humanidade 2300 anos antes dos judeus existirem. Foi dado na Criação como uma bênção para a Humanidade.
Agora veja Marcos 2:27 “O Sábado foi feito para o Homem.” Não apenas para os judeus.
2- “Guardamos o Domingo como o dia do Senhor em honra da ressurreição em vez do sétimo dia, o Sábado.” Vamos ver o que a Bíblia tem a dizer acerca disto.
Marcos 2:28 “O Filho do homem até do Sábado é Senhor.”
Mateus 12:8 “Porque o Filho do homem, até do Sábado é Senhor.” O sétimo dia é o dia do Senhor.
3- “A lei foi pregada na cruz, por isso não precisamos de guardar o Sábado.” Se alguém lhe perguntasse acerca disto como é que responderia?
Se fosse abordado por um Evangélico ou uma Testemunha de Jeová, eles iriam mostrar esta passagem: Colossenses 2:
“14 e havendo riscado o escrito de dívida que havia contra nós nas suas ordenanças, o qual nos era contrário, removeu-o do meio de nós, cravando-o na cruz;
15 e, tendo despojado os principados e potestades, os exibiu publicamente e deles triunfou na mesma cruz.
16 Ninguém, pois, vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa de dias de festa, ou de lua nova, ou de sábados,
17 que são sombras das coisas vindouras; mas o corpo é de Cristo.”
Eu pergunto o que é que foi pregado na cruz?
O versículo 14 diz “havendo riscado o escrito de dívida que havia contra nós nas suas ordenanças,” Não se pode estar a referir aos dez mandamentos porque eles foram escritos pelo dedo de Deus e não pelo dedo de um homem. A Bíblia deixa bem claro que “ordenanças” eram estas.
Leia comigo:
Deuteronómio 31:26 “Tomai este livro da lei, e ponde-o ao lado da arca do pacto do Senhor vosso Deus, para que ali esteja por testemunha contra vós.”
Moisés escreveu as palavras de uma lei, colocou-as ao lado da arca para ser um testemunho contra os israelitas. A cédula ou “ordenanças” que era contra eles foi escrita pela mão de Moisés e não pelo dedo de Deus. Moisés escreveu as leis cerimoniais relativas aos sacrifícios de animais. Esta lei estava guardada num compartimento ao lado da arca do concerto e não dentro dela. Por outro lado, a lei dos dez mandamentos estava guardada na arca do concerto e foi escrita pelo dedo de Deus. Nunca é mencionado que os dez mandamentos estão contra nós. Eles são para nós pois eles indicam Jesus, convencendo-nos do pecado e da nossa necessidade de um Salvador.
Hoje, vamos ficar por aqui, este é um assunto vital. Eu oro para que o possa compreender com a ajuda do Espírito Santo e decida a quem deve obedecer “se a Deus ou aos homens”.
Bênçãos do Senhor amanhã continuamos na graça de Jesus. Amem!

1 comentário:

Waldecy A. Simões disse...

Recado curto sobre os sábados
Não adianta querer fazer Deus mudar um só til de suas promulgações, cravadas nas Rochas Sagradas das leis para que nunca se apagassem, que no caso dos fariseus modernos, julgam que Deus teria se arrependido de incluir o Quarto Mandamento, e depois o lixado, deixando a Arca da Aliança aleijada. Só na cabeça do tolos...
O sábado será sempre o Dia do Senhor, primeiramente porque foi instituído na Criação, foi abençoado e santificado por Deus (quando ele abençoa é para sempre), Em Ezequiel 20:20 foi instituído como um Sinal entre ele e a humanidade (quanto a isso Está escrito que Deus não faz distinção de pessoas ou de raças (Atos 3:24 e 25) ; Está Escrito em I Carta de Pedro 1:24 que DEUS NÃO MUDA e que sua Palavra permanece eternamente. Como ele escreveu, pessoalmente, a Lei do Sétimo Dia nas Rochas Sagradas é para sempre; Jesus promulgou que O SÁBADO FOI CRIADO PARA O HOMEM (Marcos 2:28); Jesus bradou que podem passar os Céus e a Terra antes que das leis se consiga retirar um só caractere, e a leis do sábado tem 433 caracteres (Mateus 5:15 a 37) Sobretudo, Jesus santificou os sábados, sua Igreja, seus apóstolos e a Igreja de Paulo santificaram todos os sábados e jamais um só domingo (Lucas 4:16; Lucas 23:55; Atos 16:13; Atos 13:31 a 44) Outro dia, ouvi o pastor Malafaia afirmar que os evangélicos não guardam o sábado porque nove dos mandamentos estão repetidos no Evangelho, mas o do sábado não; Pura Utopia e desconhecimento bíblico, pois o sábado está repetido por 10 vezes: Marcos 2:28; Lucas 4:16; Lucas 23:55; Atos 16:13; Atos 13:41; Atos 18:4; Atos 1:12; Atos 24:20; Hebreus 4:4; Mateus 5:17 e seguintes.
Jesus nomeou aqueles que o acusavam de violar os sábados de Filhos do Diabo. João 8:44. Jesus respondeu a eles que apenas APARENTAVA que ele desrespeitava os santos sábados:
“Se o homem recebe a circuncisão no sábado, para que a lei de Moisés não seja quebrantada, indignais-vos contra mim, porque no sábado curei de todo um homem? Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça”. Jesus, em João 7:23 a 24

Estudando-se o Novo Testamento com critério e atenção, concluímos que a palavra de Deus não atribui nenhum significado litúrgico ao dia da ressurreição, simplesmente porque esse acontecimento tem de ser visto apenas como uma realidade existencial experimentada pelo poder do Cristo vitorioso também sobre sua própria morte. De modo algum a ressurreição de Jesus pode ser vista como uma prática cristã associada ao culto aos domingos. Cristo, que havia ressuscitado a outros, não poderia ser vencido pela morte, o que anula totalmente a pretendida importância do tal domingo. Mas a Monumental Vitória de Jesus Cristo deu-se com a sua sofrida Morte na cruz! E não há uma linha no Evangelho que aponte qualquer indício da troca maluca do sábado pelo domingo. Coisa do papado romano para que se cumprisse a profecia no Apocalipse 13:7: Satanás venceu os santos.
Então, apesar dos pastores famosos e não famosos, O SÁBADO É PARA SEMPRE, PERPETUAMENTE e foi o Senhor Deus quem nos revelou isso quando promulgou que sua palavra permanece eternamente!
Waldecy Antonio Simões walasi@uol.com.br
www.segundoasescrituras.com.br Nesse site há arquivos que completam o presente artigo

146 Colossenses 2:16 fácil de entender
148 A maioria dos pastores evangélicos interpretam errado a Carta aos Gálatas
150 Absolutamente nada funciona sem leis
151 O fim da lei é Cristo, interpretado errado
152 Segundo Jesus, as boas obras são parte imprescindível para a salvação
153 Recado curto mostrando a verdade do sábado
154 - As sete verdades sobre o sétimo dia
156 – As Raízes da Igreja